EFI : European Forest Institute
Support EFIATLANTIC
Pinède
Le réseau pour la gestion durable des forêts cultivées.

français espagnol portugais english

FORSEE : Indicateur évalué

Indicador 3.6 e 3.7: Acessibilidade e Explorabilidade

Custo

Custo Total

Acessibilidade 631,65€

Custo por ha 0.07 €

Custo Total

Explorabilidade 2 483,49€

Custo por ha 0.29 €

(inclui aquisição de dados e respectivo processamento)

Resultados

Tabela 6 – Acessibilidade

table1

Tabela 7 – Explorabilidade

table2

Notas

Estes indicadores são descritos em simultâneo, pois ambos foram processados com informação adquirida, de altimetria (2000) e rede de estradas e caminhos (2005), sendo que esta última não diferencia os caminhos florestais permanentes dos temporários. Esta informação geográfica foi sobreposta à informação mais actual disponível sobre o tipo de ocupação do solo (1995).

Problemas e melhorias

Conclusões

Por análise da tabela 6 verifica-se a existência de uma densidade viária que ultrapassa os 95 m por ha. De acordo com o Planeamento Regional de Ordenamento florestal (PROF) do Pinhal Interior Norte (PIN), a Lousã é das áreas com maior densidade viária da região. Mesmo em locais com declives acentuados, como se observa na tabela 7, a rede viária dispersa, permite a existência de exploração florestal apesar dos seus condicionalismos.

logo1logo2
Projet cofinancé par l'Union Européenne
Initiative Communaitaire FEDER
INTERREG IIIB Espace Atlantique