EFI : European Forest Institute
Support EFIATLANTIC
Pinède
Le réseau pour la gestion durable des forêts cultivées.

français espagnol portugais english

FORSEE : Indicateur évalué

Indicador 5.3.4 : Rápida Visualização das Perturbações do Solo

Custos

Custo Total

703.85€

Custo por ha

0.08 €

(inclui recolha de dados e respectiva análise)

Resultados

graf1

Figura 4 – Classes de fisiografia, topografia, erosão e compactação por tipo de povoamento

graf2

Figura 5 – Classes de erodibilidade por classe de declive e topografia.

Problemas e Melhorias

Não permite uma análise quantitativa das perturbações do solo, apenas permite a sua estratificação pelo grau de perturbação (baixo, médio e alto).

Conclusões

Realizou-se uma análise qualitativa ao nível das parcelas de inventário, segundo a erosão, topografia, pedregosidade, compactação e tipo de compactação que se apresenta nas figuras 4 e 5. Cerca de 96% das parcelas amostradas apresentaram erosão e compactação baixa. Na pedregosidade, 49% das parcelas apresentarem valores médios e 32% das parcelas valores elevados. Dos 95 % das parcelas com erosão baixa a maioria exibe pedregosidade média a elevada, situando-se entre a encosta superior e a cumeada e com declives superiores a 10 graus. Relativamente à compactação, 96% é baixa, 3% é média e 1% é elevada. Sempre que existe compactação, esta resulta da passagem de maquinaria e situa-se essencialmente na meia encosta ou encosta superior.

A análise qualitativa é muito rápida e barata, podendo contudo ser subjectiva pois depende da capacidade do observador para detectar perturbações do solo quando faz a caracterização geral da parcela. É muito fiável em identificar distúrbios do solo recentes, no entanto, em perturbações mais antigas e cobertas por vegetação apresenta algumas limitações.

logo1logo2celpa
Projet cofinancé par l'Union Européenne
Initiative Communaitaire FEDER
INTERREG IIIB Espace Atlantique