EFI : European Forest Institute
Support EFIATLANTIC
Pinède
Le réseau pour la gestion durable des forêts cultivées.

français espagnol portugais english

FORSEE : Indicateur évalué

Indicador 6.3: Receita liquida por unidade de gestão

Custos

Custo Total

0 €

Custo por ha

0 €

Dados gratuitamente fornecidos pela associação florestal Aflopinhal (SICOP – Cotações de Produtos Florestais na Produção) e Direcção-Geral da Agricultura da Beira Litoral (DGBL).

Resultados

Tabela 1

table1

Tabela 2

table2

Notas

No total de 4806 m3 de pinheiro bravo (2752 m3) e eucalipto (2054 m3) explorados em 2005 para serração e trituração, a receita bruta obtida foi de 119.110,00 € nos dados fornecidos pela Aflopinhal, relativos à base de dados SICOP. Comparando com os valores fornecidos pela DGABL, verifica-se que o volume explorado de pinheiro bravo no concelho foi assegurado em 47% pela Aflopinhal, tendo sido a maior parte (53%) realizada por outras empresas florestais. A exploração do eucalipto, que representa quase metade do volume total explorado, traduz-se em apenas 34% da receita bruta total obtida. Apesar de só existirem dados para o pinheiro bravo em 2006, pode constatar-se que o preço do metro cúbico aumentou de 2005 (9,07€) para 2006 (10,77€).

Problemas e melhorias

Este indicador é, de todos os que constituem o sexto critério, aquele em que se verificaram maiores dificuldades na obtenção de informação. Apesar de se conhecer a existência de actividades florestais além da exploração florestal (apicultura, cinegética, etc.), a informação requerida não foi disponibilizada. Apenas se conseguiram obter valores para a venda de material lenhoso, tendo parte dessa informação sido fornecida em valor bruto.

Conclusões

Com os dados obtidos não é possível calcular este indicador, uma vez que há apenas valores para a venda de material lenhoso e faltam valores de custos associados.

logo1logo2
Projet cofinancé par l'Union Européenne
Initiative Communaitaire FEDER
INTERREG IIIB Espace Atlantique